top of page
  • Foto do escritorBethânia

ADVOGADO PODE FAZER MARKETING? O QUE DIZ A OAB?


Advogado pode fazer marketing


Advogado pode fazer marketing, sim! A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) permite. Mas com ressalvas. O chamado Marketing Jurídico considera as permissões e proibições da Ordem. E pode ser desenvolvido de diferentes formas, em diversos canais.


O Marketing Jurídico Digital é uma ótima opção para divulgar o seu serviço e ampliar a sua cartela de clientes sem desrespeitar as normas estabelecidas.


Recentemente, a OAB atualizou as regras de publicidade da advocacia, com o provimento n. 205/2021. Além de esclarecer algumas questões que vinham trazendo interpretações distintas quanto ao uso da publicidade pelo advogado, o provimento criou o Comitê Regulador do Marketing Jurídico, que visa pacificar e a unificar a interpretação das regras.


O Marketing Jurídico permitido é o chamado Inbound Marketing ou “marketing de atração”. Com esta estratégia, o cliente vai até o advogado, e não o contrário.


Atualmente, de acordo com o Conselho Federal da OAB, o Brasil tem quase 1,4 milhão de advogados. Comparando à população brasileira, 203,1 milhões de pessoas,  segundo o IBGE, conclui-se que há cerca de um advogado para cada 150 habitantes.


Para se destacar no mercado, não basta ser bom, tem que aparecer. Como a maioria das pessoas, quando precisa de algum serviço, realiza uma busca na internet, é fundamental que você esteja presente nos meios digitais.


O que se pretende com o Marketing Jurídico Digital é fazer com que você seja encontrado por quem procura o serviço que você oferece.


Neste artigo, vamos te mostrar como o advogado pode fazer marketing para atrair seus clientes em potencial sem ferir os preceitos da OAB. Em caso de dúvidas, clique aqui e mande uma mensagem.



Advogado pode fazer marketing

 

Advogado pode fazer Marketing! Mas... de que forma?

 

A publicidade na advocacia é regulamentada pelo Estatuto da Advocacia (Lei n. 8.906/1994), pelo Código de Ética e Disciplina da OAB e pelo Provimento n. 205/2021.

Os regulamentos pregam pela sobriedade profissional, impedindo a captação indevida de clientes e a mercantilização da advocacia.


O advogado pode fazer Marketing divulgando conteúdos autênticos, relevantes e esclarecedores. Assim, o potencial cliente percebe sozinho a necessidade de entrar em contato, sem a necessidade de estímulos persuasivos, que são proibidos pela OAB.


Entre as formas de Marketing Jurídico Digital permitidas estão: ter um site e anunciar na internet; divulgar a especialidade, nome e o registro da OAB, e-mail e horários de atendimento; usar logotipos (de acordo com a sobriedade da advocacia); compartilhar conteúdos informativos em blogs e redes sociais; utilizar anúncios pagos, como do Google Ads, Instagram Ads e Facebook Ads; além de enviar e-mails marketing e newsletter a quem permitiu tal envio.



Advogado pode fazer marketing

 

Atenção ao que NÃO pode!


O advogado pode fazer Marketing, mas a publicidade deve ter caráter informativo e primar pela discrição e sobriedade.  


A OAB repreende a ostentação e a incitação ao litígio judicial, administrativo ou à contratação de serviços. São expressamente proibidas as seguintes condutas:


- Utilizar linguagem persuasiva e frases como “Ligue agora” ou “Contrate já”;


- Fazer referência, direta ou indireta, a valores de honorários, forma de pagamento, gratuidade ou descontos e reduções de preços como forma de captação de clientes;


- Anunciar promoções e usar frases promocionais;


- Inserir depoimentos de clientes como forma de fazer propaganda (é permitido utilizar postagens nas quais for marcado pelo cliente);


- Fazer publicidade em conjunto com outra atividade profissional;


– Divulgar decisões judiciais e resultados de qualquer natureza obtidos em procedimentos que patrocina ou participa de alguma forma;


– Divulgar informações que possam induzir a erro ou causar dano a clientes, a outros(as) advogados(as) ou à sociedade;


– Anunciar especialidades para as quais não possua título certificado ou notória especialização, nos termos do parágrafo único do art. 3º-A do Estatuto da Advocacia.



Advogado pode fazer marketing

 

Já que advogado pode fazer Marketing, destaque-se!

 

O advogado pode fazer marketing, portanto é importante entender como colocar isso em prática. Há diversos caminhos para ser encontrado por seus potenciais clientes:


- Utilizar redes sociais como o Instagram e o Facebook;


- Otimizar seu perfil do LinkedIn;


- Manter um blog no seu site jurídico.


Antes de mais nada, lembre-se: não adianta trazer a última jurisprudência que beneficiará inúmeros potenciais clientes se o texto for incompreensível para o público em geral. Abra mão do “juridiquês” para ser entendido.


Alimente suas páginas no Facebook e no Instagram com bons conteúdos relacionados à sua área de atuação, mas em textos simples e de fácil compreensão. Utilizar artes informativas é uma boa opção para ilustrar os posts.


O LinkedIn é excelente para criar conexões. Preencha seu perfil pensando nos seus potenciais clientes. Confira nosso artigo LinkedIn para advogados para otimizar seu perfil.


Manter um blog informativo no seu site profissional é uma excelente estratégia tanto para ser encontrado por potenciais clientes, quanto para se apresentar como uma autoridade na sua área de atuação. Veja em nosso artigo Blog para Advogados como aproveitar este recurso da melhor forma.


Para o seu site trabalhar a seu favor ele deve ser rápido (não demorar para carregar) e ser responsivo (se adequar a diferentes telas, como a de computador, celular e tablet).

 


Advogado pode fazer marketing

Dicas para ser encontrado pelo seu potencial cliente

 

Com as estratégias certas você consegue ficar entre as primeiras posições numa pesquisa, aumentando suas chances de ser encontrado por seus potenciais clientes.


A aquisição de palavra-chave, como no Google Adwords, é permitida. A ferramenta não é gratuita. Mas, mesmo com valores pequenos, é possível esperar resultados.


E o Google dá nota à sua campanha. Permitindo que você investigue como pode melhorar, caso não atinja os 100%. É uma forma de entender se o seu leitor está tendo uma boa experiência com o seu site.


Caso você não possa ou não queira investir na ferramenta paga, há outras formas de aumentar as chances de ocupar um lugar de destaque no resultado das buscas, como o SEO (Search Engine Optimization, que significa Otimização para Mecanismos de Busca).


Um dos fundamentos do SEO é o conteúdo de qualidade. Portanto, para se destacar, é preciso produzir um material autêntico, relevante e que responda a tudo o que o seu leitor procura.


A Empório do Texto, produz – com estratégia - todo o conteúdo das publicações (textos e ilustrações) para suas redes sociais e para seu blog, respeitando as normas da OAB.


E caso você ainda tenha dúvidas quanto ao que é e o que não é permitido, fique tranquilo, você não está sozinho. Nós esmiuçamos todo o regramento a respeito do Marketing Jurídico para garantir que nenhuma infração seja cometida.


Somos especializados em criar conteúdo jurídico. O vocabulário técnico está tão presente no dia a dia dos advogados que. por vezes, fica difícil se dar conta que você está “falando difícil”.


Seja para “traduzir” o conteúdo, pela falta de tempo de alimentar suas páginas ou por não compreender como tirar melhor proveito do Marketing Jurídico Digital, conte conosco!


Use o Marketing Jurídico Digital a seu favor e alcance uma posição de destaque no mercado. Conheça nosso trabalho! Clique aqui para conversar com nossa equipe.

  

Até a próxima!

44 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page